Sugestões e Denuncias na Prefeitura

Entre em contato com a Prefeitura da Cidade para obter informação e orientação, bem como enviar sugestões e denuncias. Qualquer solicitação à Prefeitura de São Paulo deve ser formalizada através do site do Sistema de Atendimento ao Cidadão – SAC, ou do telefone 156 ou ainda em alguma praça de atendimento das 31 subprefeituras, onde você receberá o número de sua requisição, para acompanhamento.

18 Respostas para “Sugestões e Denuncias na Prefeitura

  1. Paulo Barreiros

    Acredito que aspectos ambientais devem ser inseridos no cerne dos conteúdos de cursos de engenharia em geral, de modo que seja considerados como premissas projetuais desde o início.
    As questões de permeabilidade, capacidade hídrica, diminuição da temperatura, abrigo de fauna, biodiversidade, devem estar articulados com políticas de zoneamento, carregados de conceitos de civilização, o que é, para quem é, como se estrutura?
    Para quem é a cidade, quais seus espaços,onde potencialmente estão distribuídos os espaços livres, quem os acessa, quais seus papéis, são questões que devem estar presentes na discussão.
    Temos em São Paulo uma cidade saturada,com setorizações de caráter econômico, grandes bolsões de pobreza com baixa infra estrutura e centros privilegiados com o que há de bom.
    Importante colocar que na essência das questões ambientais devam estar atreladas questões sociais, para que possa haver uma ocupação harmônica do solo urbano.
    Como as obras rodoviaristas do passado foram implementadas sob o enfoque específico, não foram considerados os males causados por externalidades inerentes aos projetos e obras.
    A matriz de transporte do Município reforçada a cada dia pela propaganda maciça de empresas de automóveis, deve mudar, de modo que os deslocamentos sejam de menor raio, com grandes sistemas coletivos de trens de metrô, vlts, juntamente com corredores de ônibus,ciclovias todos em um plano articulado em macro escala, equilibrando o processo.
    A questão do uso do solo também se vincula ao fato.
    A necessidade de deslocamentos populacionais de longas distâncias, tem a ver com a concentração de serviços em locais mais privilegiados, onde não há moradias de baixa renda e média renda.
    É papel do estado resolver isto, equilibrando a oferta de edificações em meio a bairros em transformação. A discussão tem que se dar sobre a quem interessa o estoque potencial de terras disponíveis. Desta maneira, evita-se que sejam criados guetos de pobreza, hoje gigantes nos municípios e que surgem em outras aglomerações urbanas em crescimento.
    Isto tudo é planejamento urbano, e não deve ser imediatista. São para décadas. Ingerências políticas sobre órgãos de planejamento devem ser bloqueadas em função de uma maior transparência ao processo. Deve-se dar autonomia aos profissionais de áreas de formação diversificada, que estejam ligados ao planejamento, para que possam conduzir a uma verdadeira organização do processo, não suscetível a desmandos.
    O que temos hoje em São Paulo? Estado mínimo, maximo, forte, fraco?
    Pergunto a vocês.

  2. ivo ramos

    VERIFIQUEI NO JORNAL QUE A PREFEITURA GOSTARIA DE COLOCAR UM SENTIDO DE ORGANIZAÇÃO NO TRANSITO DE MOTOS,PARA ISTO FEZ UM ENSAIO DE COLOCAR A IDEIA ,DE MOTOS NAO PODEREM TRANSITAR NOS CORREDORES ENTRE OS CARROS,MAS NAO FOI ADIANTE DEVIDO A PRESOES,
    SE FIZERMOS UMA MUDANCA NA IDEIA INICIAL,QUE AS MOTOS TERAO QUE OBDECER AS VIAS NORMAIS E QUANDO O TRANSITO PARAR ELAS PODERAO TRANSITAR NOS CORREDORES SEM PASSAR DE 30 KM/H,E OS MOTOQUEIROS TERAO QUE USSAR UM COLETE COM AS PLACAS(COMO OUTROS PAISES) DA MESMA PARA AS PESSOAS QUE FISCALIZAM O TRANSITO PODEREM MULTAR QUEM NAO OBEDECER

  3. Anilton Oliveira

    Olá pessoal,

    Parabéns de iniciativa e dedicação.

    Além de plantar as árvores é preciso cuidar das que já existem.
    Digo isto porque perto de minha casa está sendo feita a pavimentação de uma rua e nela existiam várias árvores ,com mais de 10 metros de altura. Porém, a construtora de ganhou a licitação da obra, não se preocupou com o impacto ambiental e simplesmente, com uma motosserra, cortaram as árvores.

    O engenheiro não pensou que demorou mais de 10 anos para crescerem e serviam para dar sombra, pois diversas vezes, descansei com a minha familia, mulher e filha,depois de horas de pedaladas.Além de exterminar a morada de vários pássaros.

    Sugiro que a Prefeitura analise os projetos de pavimentação, considerando o impacto ambiental.Pois neste caso até o momento não foi feito nada. Ainda dá tempo para reverter a situação.

    Quem quiser ajudar, a obra está sendo feita na Av. Riacho dos Machados, Jd. Tietê – São Paulo – SP , link: http://maps.google.com.br/maps?f=q&source=s_q&hl=pt-BR&geocode=&q=Av.+riacho+dos+machados,+jd+tiete+,sao+paulo&sll=-23.59911,-46.495546&sspn=0.002979,0.00854&ie=UTF8&ll=-23.598073,-46.493518&spn=0.001489,0.00427&t=h&z=18

    Atenção: As árvores estão apenas nas fotos, pois já não existem mais no local.

    Muito agradecido pela oportunidade.

    Anilton Oliveira
    São Paulo – SP

  4. Anilton Oliveira

    Aos idealizadores do movimento,

    Para mudar o ambiente é preciso participar.

    Eleição do CADES período 2010 / 2011

    Conselho Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

    EDITAL
    O Secretário do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo, Presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – CADES faz saber que, nos termos da Lei 14.887/09, serão realizadas, em datas e locais a seguir definidos, as assembléias destinadas a eleger os representantes de Organizações Não Governamentais Ambientalistas no CADES, para o período de 2010/2011.

    Fonte: http://portal.prefeitura.sp.gov.br/secretarias/meio_ambiente/cades/0005

    Anilton Oliveira
    São Paulo – SP

    • antes de acabar com as sacolas dos mercados que é o que as pessoas mais presisão para levar conpras do super mercado prara cassa por que não acabão com os bandidos e com as drogas e tanto roubo que aparesse no poder publico é de um melhor salario para os policiasis sevil militar uma melhora para população de baicha renda

  5. Sr. Prefeito algum tempo tenho visto e até sentindo os problemas de enchentes no município, solução proposta, procurar devolver a natureza o que já tinha o mataborrão que absorvia as águas das chuvas, a cidade foi totalmente impermeabilizada, asfalto, construções, etc, porque não mandar um projeto de lei obrigando a todos proprietários de imóveis a fazerem um poço de no mínimo 5 metros de profundidade por 1 metro de diâmetro (Devidamente guarnecido por tubulôes de concreto resistente pelo menos por 100 anos, com perfurações e fundo de cascalhos),para receber os condutores de águas pluviais da residência, com um ladrão, para descarga, depois que este poço tivesse cheio, a cada residência com terreno de 125m2, e tantos poços forem nescessários para áreas maiores, toda água represada nesças minis picinas, só voltariam aos leitos dos rios após a parada da chuva, mas esses milhões de litros de água retida no pico das chuvas diminuiriam o volume total e serviriam para abastecer os lençõis freaticos que devolveriam aos rios água filtrada pela terra e até ajudariam a limpar os mesmos, e não custaria um só tostâo a Prefetura – logico que precisava dar uma praso de 10 anos para a completa porosidade da área toda do municipio fosce cloncluída, mais detalhes – rua Freire da Silva, 454 – Tel. 3275-0819 meu – E-mail joseango@ig.com.br – Cep 01523-020 – sem mais agradeço

  6. Temos um secretário do Verde e Meio ambiente demagogo que planta mudas no parque Ibirapuera e destrói o verde autorizando cortes de árvores em praças para favorecer empreiteiras. A praça Leon Feffer na zona sul etá para perder 40% de sua cobertura vegetal para duplicar uma viela de 110m para ampliar o acesso a um futuro condomínio. Mais adequado seria se o cargo fosse “Secretário do Cinza Concreto e Asfalto”. Vejam nosso blog, precisamos de apoio enqanto as árvores estão em pé. http://tinyurl.com/29qtlhx

    • Mariana

      Infelizmente também presenciei e presencio vários cortes de árvores (grandes e pequenas), muitas saudáveis e com frutos,na região da Vila Madalena (onde trabalho) e na Lapa (onde moro). Fico triste cada vez que percebo que uma árvore foi cortada. Às vezes, plantam uma mudinha no mesmo lugar, que não vai pra frente. Me pergunto: por quê?? Realmente, em muitos casos tem a ver com novos condomínios… durante as obras derrubam, machucam, maltratam as árvores da calçada, até que elas “somem” e, dpois de inaugurados, aparecem mudinhas magrinhas no lugar… A sub de Pinheiros só atende denúncias feitas pessoalmente, porém, como trabalho, fica difícil ir até lá. Por telefone, não demonstram a menor preocupação diante de uma denúncia de poda, corte, ou ainda de árvores que estão realmente mortas, prestes a cair.

      Fora isso, muito legal conhecer o que vcs fazem, deu vontade de participar!

  7. Gostaria da opinião e do apoio de vocês para proceder a respeito de uma das únicas áreas verdes que restam em São Paulo, que se não impedirmos, será derrubada para construção de edifícios.

    Pelo que eu pude conversar com a SVMA, ele foi aprovado, mas pelo que eu andei investigando, o terreno onde a empresa irá construir já havia sido desmatado antes ou durante a criação/aprovação da Planta. Inclusive existem relatos de moradores que contam que houve um incêndio no terreno e até mesmo foram acionadas a policia e os bombeiros.

    O número do P.A é 2008-0.143.636-9.

    Criei um site onde estou juntando todas as informações que tenho sobre o assunto.

    Por favor, visite e veja o porque estou entrando em contato:

    http://vivaoparque.wordpress.com/

    Obrigado.


    Fernando Rodrigues Salvio

  8. Paulo Rios

    Olá, no ultimo dia 25/07, estava no APrque Luis Carlos Prestes, e vi a movimentação de vocês, e fiquei muito interessado, mas como estava com meus dois pequenos não me senti a vontade para falar naquele momento, incluse, acho eu, que meu filho inclusive brincou com o Matias , que lhe perguntou se ele já sabia ler, bom este é so um detalhe achei de grande valia a iniciativa de vocês e sempre que possivel vou tentar acompanhar. MAs o que me motivou a entrar em contato, foi a manchete veiculada no blog ” balaio do kotscho – http://colunistas.ig.com.br/ricardokotscho/2010/07/26/parque-da-agua-branca-ameacado-depois-dos-bichos-as-arvores/ – relatando o que esta ocorrendo no parque da agua branca e que se for verdade relament irá contra o trabalho de vocês acabando com um grande ilha de verde em nossa cidade, na verdade esta mensagem é mais uma forma de divulgação do apelo de um frenquentadora do parque, e ummeio de conscientizar vocês do ocorrido.

    Um abraço,

    Paulo Rios

  9. Bom dia meu caro ouvidor a minha sugestão é o seguinte eu moro em São paulo desde 1.983 e no decorrer do tempo voce acompanha que cada vez mais esta acumulando materias que pode ser reciclado nas ruas da nossa cidade motivo o material a ser riclado esta ficando na rua motivo p preço da venda desse material é muito baixo exp o catador recolhe 100 kilos ele recebe por esse material exp 15.00 reais voce acha que no dia seguinte ele vai recolher o mesmo ele chega em sua casa não tem arroz não tem leite etc ele vai procurar outra atividade para fazer boa tarde aguardo resposta

    • pedalverde

      Prezado Everaldo, sugerimos que você envie sua sugestão para os contatos da Ouvidoria da Prefeitura que colocamos no site. parabéns pela sua mobilização. abs coletivo Pedal Verde

  10. Marisa Gonçalves Fontes

    A Construtora Even fez vários plantios de arvores em meu condomínio, onde todas arvores foi plantada mortas e eles não quer se responsabilizar o que eu faço

    • pedalverde

      Olá Marisa,
      não sabemos ao certo como poderia responsabilizar a construtora, acreditamos que seja por meio de pressão dos próprios moradores do condomínio seja por um acordo extrajudicial ou judicializar a questão se todos estiverem de acordo.

  11. Gilvani Bezerra Da Silva

    Hoje vi uma reportagem no SBT que o nível de água do sistema cantareira abaixou.
    Sendo que choveu esta semana.
    Tem noção da quantidade de água é desperdiçada durante a chuva?
    Por que não implantar canais onde a água da chuva passará por eles e ir diretamente ao reservatório próximo?
    Por que só o cantareira acumula água?
    Por que não se pode elaborar novos reservatórios para esses possíveis canais para emergência?

    • pedalverde

      Gilvani,
      compartilhamos de sua preocupação, são importantes ações de retenção de água, realmente temos de pensar muito mais sobre isso nesse momento, vc têm razão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s